Arquivo da categoria ‘Veículos’

h1

Leopard

quarta-feira, 9 dezembro 2009

O Leopard 1 é um carro de combate projetado e produzido na Alemanha. Entrou em serviço em 1965.

O Leopard possui um projeto tradicional e é conhecido por sua velocidade fora de estrada. Está armado com com o canhão 105 mm L7 da Royal Ordnance, o mesmo empregado no Tamoyo III e do M60.

6.485 veículos foram construídos, 4744 carros de combate e 1741 outros para diversas funções, como o Gepard, antiaéreo.

Desde 1990, o Leopard 1 vem gradualmente sendo relegado a funções secundárias na maioria dos exércitos, com exceção dos Exércitos Canadense e Australiano, que pretendem substituí-lo.

http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/7/7f/Leopard-1-latrun-1.jpg

Leopard 1

O projeto do Leopard começou em novembro de 1956 para substituir os carros de combate M47 e M48 em uso no Exército da Alemanha Ocidental. O veículo deveria ser leve, resistir a tiros rápidos de 20mm de qualquer lado e ter proteção NBQ. A mobilidade teve prioridade em relação ao poder de fogo e a blindagem, considerando-se as modernas armas antitanque. As primeiras entregas ocorreram em 1965 e diversos países europeus adquiriram o veículo. Por restrições impostas pela política de venda de armas da Alemanha, exportações para Grécia, Espanha e Chile foram vetadas, pois nesta época, tais países estavam sob regimes totalitários. Estes países acabaram por adquirir o AMX-30.

Leopard 1A1

Depois da entrega do primeiro lote, os três seguintes já foram do modelo Leopard 1A1. Esta versão inclui um novo sistema de estabilização do canhão, que efetivamente permite o tiro em movimento. O Leopard 1A1 também possui uma proteção ao longo das laterais para proteger a parte superior das lagartas.

Entre 1974 e 1977, todos os veículos foram atualizados para a versão 1A1A1 com blindagem adicional na torre. Em 1980, foram atualizados com o intensificador de imagens noturnas PZB 200, surgindo a versão 1A1A2. Uma alteração no sistema de rádio originou a 1A1A3.

Leopard 1A2

A versão seguinte do Leopard foi a 1A2 que fabricada entre 1972 e 1974. Esta versão possuía uma torre mais pesada e melhor blindada. Recebeu como atualização o intensificador de imagens noturnas PZB 200, versão 1A2A1, e rádios digitais, versão 1A2A2. O Leopard 1A2A3 tem ambas atualizações.

Leopard 1A3

A versão 1A3 teve a suspensão reforçada e uma proteção melhor para a sua nova torre com melhor blindagem. Recebeu as mesmas atualizações da versão 1A2: intensificador de imagens, 1A3A1; rádios digitais, versão 1A2A2; e ambas, 1A2A3.

Leopard 1A4

O versão 1A4 foi a última a ser produzida. É similar à versão A3, porém com um sistema integrado de controle de tiro.

Leopard 1A5

A partir de 1983, foram incorporados sistemas derivados daqueles desenvolvidos para o Leopard II, como o sistema de controle de tiro EMES-18 com telêmetro laser e visão termal para o combate noturno e o sistema ótico da Zeiss. Estas atualizações foram feitas em veículos das versões 1A3 e 1A4.

Leopard 1A1http://www.defesanet.com.br/imagens/eb/6_bda_inf_bld/leopard1a1_3.jpg

Na década de 60, o Exército Brasileiro adquiriu centenas de unidades do carro de combate M41 Walker Bulldog que se tornaram o principal carro de combate brasileiro. Estes são tanques leves de 23,5 toneladas, pois o sistema rodoviário e ferroviário brasileiro não comporta o translado de veículos maiores.

Como o desenvolvimento de veículos nacionais, o Tamoyo e o EE-T1 Osório, foi paralisado, e o M41 se aproximava do fim de sua vida útil, o Brasil procurou no mercado internacional veículos que pudessem substituí-lo. Entre as opções disponíveis, o Leopard 1 pesa 42,4 toneladas, o M60, por exemplo, aproximadamente 56.

O Exército Brasileiro selecionou o Leopard e adquiriu 128 unidades usadas do Leopard 1A1 da Bélgica com treinamento, ferramental e peças. Interferências políticas levaram a aquisição de 91 carros de combate M60 dos EUA. Os 128 Leopards foram recebidos entre 1997 e 2000. Os M60 e os Leopards foram os primeiros MBTs (Main Battle Tank) do Exército, e causaram uma revolução no treinamento das equipagens e na estrutura de transporte, manutenção e suprimento

Além destes veículos, foram adquiridos 1 Leopard Escola, 2 Leopards viatura de socorro e dois Leopard Sabiex Hart.

O Exército Brasileiro adquiriu 250 unidades da versão 1A5 da Alemanha em 2006. Estes veículos serão primeiramente manutenidos e o primeiro lote deverá estar pronto para utilização em 2010. O Leopard 1A5 irá exercer a função atual da versão 1A1, como principais carros de combate brasileiros, enquanto os 1A1 substituirão os M41 remanescentes. Não se sabe qual será o destino dos M60.

h1

WarCast 002 – Engesa EE 11 Urutu

terça-feira, 10 novembro 2009

warCast_002

Neste WarCast – de número 2 – temos o imenso prazer de falar sobre o EE-11 mais conhecido pura e simplesmente como Urutu. Toda a equipe Guia Militar irá discutir sobre a Engesa, os aspectos técnicos sobre esse maravilhoso veículo e seus “derivados” além do futuro da Engesa.

  • Ouça Agora:

Você pode ouvir o WarCast diretamente por aqui:


  • Faça o download:

Ou pode baixar o arquivo mp3: Por este link

Para baixar, clique com o botão direito do mouse sobre o link e escolha a opção: Salvar link como…

  • Assine no iTunes:

Assine nosso podcast no seu iTunes,  clique em Avançado > Assinar podcast e cole o link:

https://guiamilitar.wordpress.com/feed/

Abaixo algumas fotografias do Engesa Urutu

engesaUrutu01_miniengesaUrutu02_mini

engesaUrutu03_miniengesaUrutu04_mini

panoramicaMMCL_mini

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.